Reinventando uma profissão antiga, a Alphaite quer aumentar a divulgação e o alcance da marca e conquistar mais clientes na Grande Lisboa que, a partir das suas casas, podem encomendar fatos à medida dos seus gostos e exigências.

Desde abril de 2016, já venderam cerca de 65 fatos à medida do gosto dos clientes, mas a empresa não quer ficar por aqui e centra-se agora no desenvolvimento de uma estratégia que aumente o alcance da marca e potencie as vendas.

Fatos, blazers, smokings, fraques e camisas feitos à medida e totalmente personalizáveis pelo Sr. Alfredo, com 78 anos de idade e mais de 50 de experiência na área da alfaiataria. É esta a proposta da Alphaiate, criada inicialmente por dois jovens, o Francisco Appleton, de 26 anos, formado em Direito, e o Duarte Foro, de 25 anos, formado em História, que aliaram a tecnologia à alfaiataria e que contaram depois com a ajuda da Sofia e do Tiago.

“Como a maior parte das ideias, a Alphaiate nasceu da necessidade. O Duarte, agora um dos sócios da empresa, sentiu a dificuldade de encontrar fatos no pronto a vestir que lhe servissem ou que tivessem o corte que procurava, por ter um corpo muito pouco comum. Com um pouco de pesquisa, reparámos que o mercado de fatos à medida está a cair em desuso, estando bastante desatualizado e completamente fragmentado. A oportunidade foi identificada imediatamente e, a partir daí, concentrámo-nos em aprimorar a ideia”, conta Francisco Appleton.

Para lançarem a Alphaiate e um site onde o cliente pode imaginar o fato que pretende, selecionando uma série de opções e fazendo a sua encomenda, sem sair de casa, demoraram cerca de cinco meses: dois a “desenhar o conceito” e mais dois a operacionalizá-lo.

Para quem gosta de acompanhar todo o processo de confeção do seu fato, a marca dá ainda a possibilidade de o cliente fazer uma marcação no showroom, que é na Rua de São Bento, em Lisboa, onde o Sr. Alfredo aponta as medidas no seu bloco de alfaiate. Os preços variam, já que este é um serviço personalizado e com várias variáveis à escolha.

Depois das medidas retiradas, a produção é feita numa alfaiataria industrial no norte de Portugal, num atelier onde os fatos são totalmente confecionados à mão. Para compor o look, na loja há ainda gravatas, sapatos, lenços e botões de punho à escolha.

“A empresa iniciou atividade em abril de 2016, tendo, até à data, vendido cerca de 65 fatos, 30 camisas e 70 gravatas. Em média, vendemos 10 fatos por mês. Até agora, já tivemos mais de 60 clientes diferentes e temos uma taxa de retorno que tem vindo a aumentar constantemente. É um pontapé inicial. Sabemos que há ainda muito trabalho pela frente”, explica Francisco Appleton, revelando que procuram agora ajuda para “criar um maior enfoque na comunicação, investindo os recursos gerados pela empresa num plano consistente de marketing que nos consiga trazer mais vendas”.

Os quatro jovens querem continuar a apostar na Grande Lisboa, visto que os recursos de que dispõem não lhes permitem, para já, assegurar o serviço noutros pontos do país. “Neste momento, os recursos que temos, permitem-nos apenas concentrarmo-nos no mercado da Grande Lisboa. A falta de recursos humanos deixa-nos de mãos atadas para nos concentrarmos noutras cidades portuguesas. Esperamos, ainda assim, que, com um crescimento sustentado e sustentável, consigamos primeiro servir o mercado lisboeta no seu potencial máximo e, mais tarde, estendermo-nos ao resto do país”, aponta Francisco.

Graças à crescente procura por parte dos que querem (e podem) ser diferentes, com um fato feito à medida, o jovem acredita que os alfaiates estão de novo na moda. Por isso, revela que não vão baixar os braços e que, para este ano, têm já os objetivos bem definidos: “queremos refinar ainda mais o processo, com o objetivo de conseguirmos reduzir cada vez mais os nossos custos de produção, obviamente sem comprometer o padrão de qualidade que os clientes esperam da nossa marca. E, em segundo lugar, queremos desenvolver uma boa estratégia de marketing/comunicação, aumentando a divulgação e alcance da marca”.

Resumo:
Responsável:  Francisco Appleton, Duarte Foro, Sofia e Tiago.
Área: Moda
Produto: Fatos à medida
Mercado: Grande Lisboa
Necessidade: Apoio na estratégia de Marketing
Contacto: info@alphaiate.com

Comentários