O objetivo do fundo criado pela aliança, composta por três fabricantes automóveis, é adquirir start-ups que preparem as marcas para o futuro da mobilidade.

A notícia foi avançada pela Reuters que afirma que as três marcas automóveis criaram o fundo com o objetivo de fazerem frente à competição feroz que se está a preparar para o futuro dos serviços de mobilidade.

Desta forma, o fundo vai ser utilizado para adquirir start-ups que coloquem a aliança franco-japonesa no mesmo patamar que gigantes como a Daimler (empresa mãe da Mercedes e Smart), a Volkswagen ou a Geely (dona da Volvo).

O fundo, de cerca de 166 milhões de euros, vai contar com 80% de investimento da Renault e da Nissan, que colocam cerca de 66,5 milhões de euros cada, e 20% da Mitsubishi, que vai investir perto de 33,25 milhões.

“Vai dar-nos a possibilidade de avançar mais rapidamente nas aquisições em comparação à nossa competição”, referiu uma das fontes da aliança à Reuters.

O modelo de negócio tradicional da indústria automóvel, em que as pessoas são proprietárias de carros, está em vias de ser ameaçado por plataformas de mobilidade como a Uber (que vão reduzir substancialmente o custo de mobilidade), pelo aumento da procura de carros elétricos e autónomos e por plataformas de partilha de veículos.

Perante esta conjuntura, as fabricantes automóveis estão numa corrida para se colocarem a par daquelas que se preveem ser as próximas tendências no mundo da mobilidade. Parcerias como a da Uber e da Volvo, através da qual vão ser adquiridos 24 mil carros à marca sueca por parte da start-up, a aquisição da plataforma Chaffeur Privé por parte da Daimler, ou a parceria entre a Aurora e a Volkswagen e a Hyundai são apenas alguns exemplos das iniciativas criadas pelas marcas automóveis para se adaptarem ao futuro.

A informação ia ser transmitida pela primeira vez ao público durante o Consumer Electronics Show (CES), um evento que vai ocorrer em Las Vegas durante a próxima semana. O suposto mensageiro seria Carlos Ghosn, líder da aliança Renault-Nissan.

Comentários