O Link to Leaders foi ao evento comemorativo da primeira década da Acredita Portugal e conversou com alguns dos casos de sucesso e com o CEO da iniciativa.

Ontem, numa tarde de networking na Techtris House, na zona ribeirinha de Lisboa, entre parceiros, convidados e casos de sucesso, foram comemorados os 10 anos do Acredita Portugal, um programa que conta com o Montepio, a KCS e a Brise como parceiros e que está a contribuir para o crescimento e enriquecimento do tecido empresarial português.

Em conversa com o Link to Leaders, Pedro Queiró, CEO da Acredita Portugal, faz um balanço “altamente positivo porque quando nós começámos o empreendedorismo não era sequer uma palavra feia, não existia. Havia assim uns ‘malucos’ como o Celso Martinho que tinha feito a Sapo, havia a malta do Portugalmail e do Critical, mas eram três num país de 10 milhões. Quando nós começámos, em 2008, não havia crise, não se falava de empreendedorismo por necessidade, não havia as linhas infinitas de dinheiro que há hoje em dia e, no entanto, quando começámos registámos uma explosão de interesse monumental e a verdade é que ao fim de 10 anos de trabalho – sangue, suor e lágrimas, –  hoje o país está diferente”.

Relembrando o começo da Acredita Portugal, Queiró esclareceu que “nós não fizemos este trabalho sozinhos, não temos essa ilusão, mas a verdade é que quando nós começámos não estava mais ninguém cá. Nós fomos os primeiros a arregaçar as mangas e a fazer”, acrescentando ainda que “tudo o que é: Uniplaces, Unbabel, Feedzai, Startup Lisboa, o Made of Lisboa e a Websummit, é posterior à Acredita Portugal, são todos mais novos”.

Dada a primeira década de atividade, o número de projetos apoiados pela Acredita Portugal já ultrapassa os 69 mil, o que inclui mais de 100 mil empreendedores apoiados.

Um dos casos de sucesso da iniciativa é a WePark, uma plataforma que pretende ajudar a população lisboeta e os seus visitantes a encontrar mais facilmente lugar de estacionamento na metrópole e que, em outubro do ano passado, fechou uma bem-sucedida campanha de crowdfunding na plataforma PPL. Para Rita Narciso, uma das cofundadoras do projeto, a “Acredita Portugal foi como tudo isto começou [a WePark]. Depois de termos tido a ideia candidatámo-nos logo ao concurso e o facto de termos passado à fase final e de termos usufruído daquele mês de pré-aceleração, no fundo, foi o que nos permitiu chegar até aqui. Para além da rede de contactos que criámos durante esse mês, adquirimos um know-how que dificilmente teríamos, se calhar num ano, caso estivéssemos sozinhas”.

Na comemoração da primeira década de atividade da Acredita Portugal foram também abertas as inscrições para a oitava edição do concurso. Este programa é tanto para empreendedores que têm uma ideia de negócio, mas que não têm o conhecimento para o levar à prática, como também para aqueles que já têm um negócio montado e que necessitem do apoio de especialistas para avançar com o projeto.

Se estiver em interessado em inscrever-se na próxima edição, ou quiser mais informações sobre a iniciativa, siga para o site oficial da Acredita Portugal.

Comentários