Ligar o talento nacional e potenciar a imagem de Portugal no mundo são os principais objetivos da nova comunidade Connect Portugal.

Connect Portugal é uma nova plataforma que liga uma rede de portugueses de alto potencial que vivem e trabalham no estrangeiro. Dirigida a pessoas entre os 20 e os 40 anos, com perfil de liderança nas suas áreas, esta rede  já está presente em Boston, Berlim, Basileia e Londres e prepara-se para chegar a Paris, Nova Iorque e São Paulo, cidades conhecidas por acolherem muitos portugueses que ali estudam ou trabalham.

O projeto, que surge numa altura em que a “fuga de talento” nacional (existem milhares de jovens portugueses altamente qualificados espalhados pelo mundo), partiu de Inês Santos Silva, cofundadora e chief community Office da Connect Portugal.  “Em 2011, estava eu a viver em Zurique e senti em primeira mão o quão difícil é ligarmo-nos a outros portugueses no estrangeiro, mas também o valor que dessas ligações pode surgir”, explicou.
Inês Santos Silva, recorda que através das suas constantes viagens “foi conhecendo imensos portugueses fantásticos pelo mundo e percebendo o quão terríveis somos a valorizá-los e a necessidade e importância que existem nessas ligações, apoio e crescimento em comunidade”.

Foi com este ponto de partida que deu forma a uma “rede” que permite aos jovens que fazem o seu percurso profissional fora de Portugal,  criar relações entre si e, simultaneamente, ajudar Portugal, concretamente as start-ups e os empreendedores, com o seu know-how, as suas competências e a sua rede de contactos.

Os membros desta rede podem contar com acesso a networking, ligação a empresas, start-ups e outras organizações portuguesas (através de eventos e programas de mentoria, entre outros), bem como a partilha de conhecimento sobre as mais variadas áreas, de forma a potenciar o desenvolvimento pessoal e profissional. O projeto está aberto a todo o tipo de perfis e tem como meta reunir talentos de várias áreas, como por exemplo, ciência, engenharia, tecnologia, economia, medicina ou arte.

O projeto Connect Portugal está organizado em hubs, liderados por embaixadores locais.  “Todos têm ótimas impressões acerca do talento português. Esta é a conclusão a que cheguei após ter passado por vários países nos últimos anos. No entanto, nós portugueses – mesmo vivendo na mesma cidade – acabamos por, muitas vezes, nem nos conhecermos, quanto mais partilhar experiências e ajudarmo-nos”, destaca João Oliveira, embaixador da comunidade em Berlim. Desse modo, realça,  “a Connect Portugal pode ter esse papel importante de ligar o talento português entre si e a Portugal, ajudando empresas e profissionais a terem uma visão ainda mais internacional”.

Nos próximos meses, a fundadora do projeto prevê aumentar o número de hubs e organizar eventos locais que reúnam a comunidade. Até ao final do ano, os planos passam também por organizar o primeiro evento internacional Connect Portugal.

Comentários