O investimento em start-ups tem vindo a ganhar um crescente interesse por parte das celebridades mundiais. Conheça os 10 famosos que mais investem no empreendedorismo.

Com o crescente número de start-ups a dar que falar, são cada vez mais as celebridades a entrarem no mundo do investimento. Ser business angel começa hoje a ser visto como símbolo de status social e a busca pelo próximo unicórnio a estar na mira das estrelas do pequeno ecrã.

Conheça 10 celebridades mundiais que entraram no mundo do investimento e que têm dado asas a muitas start-ups, segundo o Vulcan Post.

1. Madonna

A cantora de conhecidos temas como “Like a Virgin” não é “virgem” nenhuma no mundo do investimento. Segundo o Vulcan Post, Madonna terá investido 1,5 milhões de dólares (cerca de 1,4 milhões de euros) em 2010 na Vita Coco, a empresa que produz a sua água de coco biológica preferida.

O investimento revelou-se acertado, tendo a Vita Coco alcançado 421,1 milhões de dólares (cerca de 392 milhões de euros) em vendas globais no ano passado, segundo o The Wall Street Journal.

2. Ashton Kutcher

Kutcher é uma celebridades cujo portefólio de investimento é bastante bem conhecido, atuando na área da tecnologia. Entre as suas investidas encontramos start-ups como a Uber, o Spotify, o Pinterest e o Shazam.

O conhecido ator investiu na Foursquare e integrou o grupo de investidores que comprou o Skype em 2009 por 2,75 biliões de dólares (cerca de 2,6 mil milhões de euros). Em 2011 venderam a empresa à Microsoft pelo triplo do valor que tinham investido em 2009. Kutcher investe hoje em start-ups como a Airbnb e a app de fotografias Path através da sua empresa de investimento A-Grade, criada em 2010.

3. Ellen DeGeneres

DeGeneres investiu na Stamped, uma app criada em 2012 por ex-colaboradores da Google. A app, que tinha sido lançada um ano antes, permite aos seus utilizadores localizarem aquilo que mais gostam, onde se incluem restaurantes, livros, filmes e música. A app recebeu um investimento de 1,5 milhões de dólares (cerca de 1,4 milhões de euros) numa ronda de investimento semente, tendo sido adquirida mais tarde pela Yahoo por 10 milhões de dólares (cerca de 9,3 milhões de euros).

A conhecida apresentadora de televisão norte-americana atua através da sua empresa de investimento, a Ellen Digital Ventures, que investiu também numa app de competição musical, a Chosen. Esta app, lançada em 2014, permite aos seus utilizadores atuarem e receberem uma avaliação ou votação sobre o seu desempenho por parte dos que assistiram. É do conhecimento geral o gosto de DeGeneres por tudo o que envolva música e dança, pelo que este investimento na Chosen não se revelou uma surpresa.

4. Justin Bieber

Bieber fez o seu primeiro investimento em 2009, embora sem ter divulgado até hoje o nome da start-up que recebeu o capital. Desde então já apoiou discretamente pelo menos uma dúzia de empresas. Entre as start-ups que já investiu, encontra-se o serviço de música Spotify e as app de avaliação Stamped e Tinychat.

O cantor liderou uma ronda de investimento semente de 1,1 milhões de dólares (cerca de 1 milhão de euros) na app Shots. Esta app de partilha de selfies permite aos seus utilizadores publicarem selfies e partilharem coisas divertidas que encontrem na internet na sua timeline ou através de conversas privadas.

5. Jessica Alba

Jessica Alba investiu na Headspace, uma app que disponibiliza lições de meditação guiadas por Andy Puddicombe, um especialista mundialmente reconhecido na área do mindfulness, que é também cofundador.

A Headspace integra uma ampla gama de exercícios de mindfulness nas áreas da saúde, do desempenho e dos relacionamentos. O serviço conta com lançamentos mensais de novos conteúdos, eventos ao vivo, livros, conteúdo web criativo, redes sociais e o popular podcast Radio Headspace.

Alba é conhecida por ser apreciadora de tudo o que é natural e saudável, sendo detentora da Honest, empresa eco-sustentável que comercializa apenas produtos naturais.

6. Leonardo DiCaprio

A estrela de filmes como o Titanic investiu em força em mais de cinco empresas tecnológicas ao longo dos últimos anos. DiCaprio, que procura salvar a Terra, investe também start-ups que ajudem a proteger o planeta.

O ator investiu na Rubicon Global, uma start-up que se dedica à gestão do lixo e à reciclagem. A empresa, que levantou 95 milhões de dólares em financiamento (88,5 milhões de euros), liga coletores locais independentes de lixo a clientes internacionais, permitindo-lhes agendar a recolha do seu lixo quando desejarem através de tecnologia própria, à semelhança do funcionamento da Uber.

Outra das start-ups amigas do ambiente do seu portefólio é a Fisker AutoMotive. Fundada em 2007, é a criadora de um luxuoso sedan desportivo híbrido.

Ao investir na gestão e reciclagem do lixo e nos carros híbridos, DiCaprio mostra ao mundo que há mais do que uma forma de salvar a Terra.

7. Selena Gomez

Selena Gomez integrou uma ronda de investimento de 750 mil dólares (cerca de 699 mil euros) da start-up mobile Postcard On The Run quando tinha 19 anos. Segundo o TechCrunch, esta app permite aos seus utilizadores tirarem fotos com os seus smartphones e convertê-las em postais físicos por apenas um dólar (cerca de 93 cêntimos de euro).

Imprimir e enviar o postal fica também a cargo desta start-up, desde que seja facultado o endereço para tal. A app disponibiliza inclusivamente um serviço adicional para um postal que permite raspar e cheirar por um custo adicional de 50 cêntimos de dólar (cerca de 47 cêntimos de euro).

8. Jared Leto

Embora seja do conhecimento de poucos, Jared Leto já fez mais de 50 investimentos durante a sua carreia em start-ups como a Blue Bottle Coffee e a empresa de software de recursos humanos Zenefits.

O investimento mais conhecido de Leto foi na Nest Labs, que se dedica à produção de termostatos inteligentes, detetores de incêndio, bem como câmaras internas e externas. A Nest Labs acabou por ser comprada pela Google em 2014 por 3.2 biliões de dólares (cerca de 3 mil milhões de euros).

O conhecido vocalista dos Thirty Seconds To Mars também investiu na Uber e na Airbnb quando estas estavam a dar os seus primeiros passos, sendo atualmente conselheiro de várias start-ups.

9. Tyra Banks

Tyra Banks tem investido principalmente em start-ups lideradas por mulheres, como a The Hunt and Locket, através da Fierce Capital, a sua empresa de investimentos. Um dos seus maiores investimentos foi na The Muse, que levantou 1 milhão de dólares (cerca de 930 mil euros) de investimento semente em 2011.

O portal The Muse foi criado também com o objetivo de ajudar as pessoas a descobrirem os empregos que melhor se adaptam a cada caso. Também fornece dicas de carreira, treino e cursos para melhorar as competências de cada um.

Banks irá ser também uma das investidoras do programa televisivo Funded, onde start-ups irão competir por um investimento de 1 milhão de dólares (cerca de 930 mil euros).

10. Bono

Bono, dos U2, investiu 120 milhões de dólares (cerca de 112 milhões de euros) no Facebook através da Elevation Partners, a sua empresa de financiamento. De acordo com o Daily Mail UK, o cantor comprou 2,2% das ações do Facebook em 2009 por cerca de 86 milhões de dólares. Este investimento rendeu a Bono um impressionante retorno de 1,4 biliões de dólares (cerca de 1,3 mil milhões de euros).

Bono investiu também no Dropbox. A empresa levantou 2350 milhões de dólares (cerca de 2189 milhões de euros) numa ronda de investimento de Série B e está atualmente avaliada em 4 biliões de dólares (cerca de 3,7 mil milhões de euros).

O cantor, que era conhecido como um péssimo investidor de Wall Street devido aos seus anteriores investimentos falhados, mostrou ao mundo que paciência e perseverança geram literalmente retorno.

Mais investimentos?

Poderíamos aqui ter falado de muitas mais celebridades que têm investido o seu capital em start-ups, como a cantora e atriz Beyonce que decidiu alargar recentemente o seu investimento também à área da tecnologia. A já dona da Parkwood Entertainment investiu 150 mil dólares (cerca de 140 mil euros) numa app chamada Sidestep, que permite adquirir artigos promocionais de concertos e ficar mais próximo do palco quando estes se realizam para levantar as compras efetuadas previamento pela app.

Este crescente investimento por parte das celebridades vem dar força aos empreendedores e ajudar a fazer mover a roda da inovação e da mudança.

Comentários